Gastos da Câmara de Vereadores estão na mira do Observatório Social

A entidade criada com a finalidade de ser o olho da sociedade no trato do dinheiro público mirou observância no uso de diárias dos vereadores.

Desde o dia 5 deste mês, a entidade vem desenvolvendo uma campanha para criação de um projeto de Lei de iniciativa popular que obriga a prestação de contas com gastos de diárias.

As diárias são os ressarcimentos ou custeio de passagens, cursos e outros eventos no qual os políticos e demais servidores usam dinheiro público, por enquanto o Observatório não esta estendendo a cobrança da prestação de contas a servidores ligados ao judiciário.

O primeiro levantamento do Observatório em relação aos gastos da Câmara de Vereadores, já foi divulgado e encaminhado ao Ministério Público.

Segundo a entidade, o legislativo mourãoense gastou nos 8 primeiros meses deste ano, um total de 248 mil e 520 reais e 18 centavos em diárias.

O Observatório não está satisfeito com a falta de respostas da Câmara ao pedido de redução dos gastos em diárias enviado a Câmara em dezembro de 2018.

Ainda segundo o Observatório, enquanto a Câmara de Vereadores gastou 248 mil, o prefeito e suas autarquias que abrange o secretariado gastou 51 mil e 383 reais com diárias e passagens no mesmo período.

Na edição do Jornal 100 de amanhã (12/09), você confere quem e quanto cada um deles gastou segundo o levantamento do Observatório Social.

Fotos