Senado aprova projeto de Lei que prorroga entrega da declaração do IR por 90 dias

A matéria teve um trecho do texto modificado no Senado e retorna para votação na Câmara antes de seguir para a sanção presidencial.  
 O projeto de lei é de autoria do deputado federal Rubens Bueno(Cidadania-PR) e prorroga de 30 de abril para 31 de julho de 2021 o prazo final para a entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física.
A modificação feita no Senado, e que agora será analisada pela Câmara, passa de oito para seis as parcelas para o pagamento do imposto devido no caso dos contribuintes que possuem saldo a repassar para a Receita Federal. Com isso, elas devem ser quitadas até 31 de dezembro de 2021.
A argumentação do relator, senador Plínio Valério (PSDB-AM), é de o governo alegou que não seria possível estender o pagamento das parcelas até janeiro e fevereiro de 2022, pois isso alteraria a previsão de arrecadação prevista no Orçamento da União já aprovado pelo Congresso.
O autor do Projeto, deputado Rubens Bueno, ressalta que vários atores econômicos estão impossibilitados de manter seu funcionamento normal, o que dificulta o acesso de documentos para a declaração e faz com que os contribuintes não tenham tempo hábil para conseguir todas as informações exigidas pela Receita. A sugestão para prorrogação do Prazo da entrega  da declaração do IR partiu do contabilista mourãoense, Nestor Bizzi. "Essa é um reivindicação não só dos contribuintes, mas dos milhares de contabilistas Brasil afora que no meio desta pandemia enfrentam extremas dificuldades para cumprir o prazo curto estabelecido pela Receita Federal em meio a uma crise que assola todo o país", disse Rubens Bueno.
(Ouça abaixo o áudio)

Fotos

Áudio

Deputado Rubens Bueno